Bienal de Arte Sacra de São João Del Rei é pauta na Comissão de Cultura da ALMG

Na última quarta-feira (26), um grupo de artistas de São João Del Rei apresentou aos Deputados da Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) uma proposta de realização de uma bienal de arte sacra no município. O intuito do grupo foi buscar apoio para que o evento possa ser realizado.

Dentro da programação da bienal, estariam oficinas de artes, música e tapetes de procissão, passeios guiados nas igrejas, apresentações de trabalhos de restauro, palestras, conferências e shows. Outra atração seria a participação de alguns convidados nacionais e internacionais da área. Uma das argumentações do grupo é que São João Del Rei é a capital da arte sacra e, além disso, conta com referências desse tipo de produção artística, como a Lira Sanjoanense, a mais antiga orquestra da América Latina e a Orquestra Ribeiro Bastos, do século XVIII. O município também conta com um patrimônio imaterial brasileiro, o repique de sinos das igrejas.

Dentre os presentes, diversos apoiaram a bienal como a subsecretária de Estado de Cultura, Nathália Larsen; o presidente do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha), João Paulo Martins e o coordenador técnico do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), André Henrique Macieira de Souza.

Aproveitando a oportunidade, o grupo defendeu a regulamentação da profissão de conservador-restaurador de bens culturais. Com ela, será possível estabelecer critérios de qualificação e competências para garantir que os profissionais sejam capacitados e possam fazer intervenções no patrimônio histórico sendo devidamente remunerados.

⚠️ A reprodução de conteúdo produzido pelo Portal Barbacena Online é vedada a outros veículos de comunicação sem a expressa autorização. 

Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo: