• 26ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Aumento de casos de coronavírus pode levar a retrocesso do “Minas Consciente”

    A reunião do Comitê Estadual Extraordinário Covid-19  ocorrida na quarta-feira (3/6) acende um alerta e não trouxe boas notícias para cidades da região. A macrorregião de Saúde Noroeste vai retornar à onda verde do plano Minas Consciente, criado pelo Governo de Minas para promover a retomada econômica gradual e coordenada nas cidades mineiras durante a pandemia do coronavírus. A recomendação é a de que as 33 cidades da localidade abram somente serviços considerados essenciais, como supermercados, padarias e farmácias.

    As outras 13 macrorregiões de Saúde mineiras serão mantidas nas ondas determinadas durante os últimos encontros do grupo técnico, mas serão acompanhadas diariamente para avaliação das taxas de contaminação e internação.

    Cidades como Conselheiro Lafaiete, Barbacena, Ouro Branco e Congonhas estão inseridas na macrorregião de Saúde Centro- Sul. Os prefeitos aguardam as próximas avaliações e orientações para tomar suas decisões. No entanto,  a permanência na onda branca ou retrocesso à verde parecem mais próximas que o avanço para a onda amarela neste momento, diante do aumento de casos positivos de Covid-19.

    O governador Romeu Zema pediu cautela à população e reforçou a importância de manter os cuidados de higienização e proteção individual. “O número de casos tem aumentado e Minas Gerais não pode ceder. Nós, até o momento, temos lutado com muita eficiência. Eu peço aos mineiros que façam o que for possível para continuar assim, porque a batalha será longa. Nós só vamos vencer essa guerra daqui alguns meses. Peço que aqueles que podem ficar em casa, fiquem. E os que não podem, que tomem as medidas de distanciamento e higienização necessárias. Minas tem sido destaque no Brasil até o momento, mas não podemos baixar a guarda. Temos que continuar essa luta contra o vírus, porque ele é invisível e imprevisível. Esse aumento de casos nos últimos dias sinaliza que temos que ter cuidado redobrado. Conto com a ajuda de todos”, disse.

    Apesar do alerta, Romeu Zema disse que não há motivo para pânico e que a situação ainda está sob controle no estado.

    Fonte: Agência Minas