Take a fresh look at your lifestyle.

Audiência cobra esclarecimentos sobre obras não concluídas na MG-280

0 1.510

A Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa realiza na nesta quinta-feira (19), em Belo Horizonte, uma audiência pública em Barbacena para ouvir autoridades e representantes da população sobre a situação da MG-280. Com início às 14h30, a reunião solicitada pela presidente da Comissão, deputada Beatriz Cerqueira, busca cobrar esclarecimentos do governo de Minas Gerais sobre dois trechos da rodovia que ainda não foram asfaltados. A MG 280 integra a Zona da Mata com outras regiões do estado e corta os municípios de Viçosa, Paula Cândido, Divinésia, Senador Firmino, Dores do Turvo e Alto Rio Doce, atendendo a aproximadamente 300 mil habitantes. Além disso, a rodovia liga polos de ensino superior como as universidades federais de Viçosa, Ouro Preto, Juiz de Fora, São João del-Rei e a Universidade Federal de Minas Gerais, sem falar nos institutos federais de Rio Pomba, Ubá, Santos Dumont e Barbacena.

Com a queda de chuvas na região, os trechos sem asfaltamento, localizados de Alto Rio Doce a Dores do Turvo (26 km de extensão) e de Paula Cândido Divinésia (14 km), tornam-se intransitáveis. Com isso, o transporte é interrompido por semanas, o que prejudica alunos do pré-escolar ao ensino superior e ainda coloca a população em risco, já que pacientes enfrentam dificuldades para se locomover a tempo até hospitais e centros de tratamento localizados na região. Os produtores de leite também sofrem com a situação, sendo obrigados a jogar os laticínios fora por conta da inviabilidade de recolhimento da produção.

Desde 2015, a região se mobiliza em prol do asfaltamento dos trechos, o que culminou na Comissão Pro-Asfalto, formada por lideranças comunitárias e políticas. A audiência será realizada em parceria com as comissões de Agropecuária, Agroindústria, Saúde e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa. O custo total das obras, que estão em fase de licenciamento ambiental, será de R$ 76 milhões.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.