As ações humanas e suas consequências: extinção da fauna e aquecimento global

Por Micheli do Carmo de Oliveira, aluna do nono ano da Escola Belisário Moreira, de Ressaquinha, Minas Gerais, com orientação do professor Doutor Delton Mendes Francelino, Diretor da Casa da Ciência e da Cultura de Barbacena, Coordenador do Centro de Estudos em Ecologia Urbana do IFET, Campus Barbacena, Diretor do Instituto Curupira e autor de livros.

Há dezenas de anos a humanidade vem extinguindo milhares de espécies, não só no Brasil, mas também no mundo todo. Para vocês terem ideia, cerca de 150 espécies somem a cada dia no planeta e, segundo estimativas, este é só o começo de uma situação que pode se tornar ainda mais grave.

A humanidade é uma das principais causadoras da extinção de milhares de seres vivos (espécimes). Com a população mundial crescendo em média 1,3% por ano, sendo seguido pela destruição de habitats, trazendo dificuldades para os animais como falta de água, comida, abrigo, diminuição dos mananciais, agravamento do efeito estufa, dentre outros aspectos, nota-se na atualidade um contexto muito delicado. Precisamos agir urgentemente.

Outro problema evidente é a caça ilegal, sendo um dos principais responsáveis pela extinção de diversas espécies, sendo que muitos seres vivos são mortos muitas vezes por esporte, tráfico e até por lazer, mesmo que existam leis que proíbam isso. Entre eles estão a ararinha, rinoceronte branco, lobo – guará e até a onça pintada. Vale frisar que todos eles correm risco de extinção.

O aumento do efeito estufa também vem afetando gravemente a Antártica, de tal maneira que as Nações Unidas (ONU) concluíram que este continente poderia derreter completamente até perto de meados deste século. As emissões de gases do efeito estufa, além de tudo isso, pode nos afetar e as outras espécies, como o urso polar, que tem sido gravemente afetado devido às mudanças climáticas.

Uma das únicas maneiras de amenizar esses acontecimentos é encontrando uma forma de controlar o efeito estufa, mas, para isso, devemos conscientizar o mundo para que entendam o que está acontecendo. A industrialização ainda é um problema, uma das principais causas do efeito estufa, conjuntamente à queima de combustíveis e também o demasiado uso de locomoção via automóveis, a pecuária, desmatamento, dentre outros. Devíamos tentar corrigir pelo menos parte do que destruímos e uma atitude minimamente necessária seria o plantio  de árvores, diminuir a fabricação de plástico de diversos tipos e abusar menos da natureza, utilizando energia limpa. Estamos diante de um dos maiores desafios de todos os tempos e ações imediatas devem ser tomadas.

A questão que fica é: nossos representantes públicos estão interessados nestas questões? Se tudo passa por políticas públicas, como podemos mudar estes cenários?

Apoio divulgação científica: Samara Autopeças, Jornal Barbacena Online e SEAM – Serviços Ambientais.

⚠️ A reprodução de conteúdo produzido pelo Portal Barbacena Online é vedada a outros veículos de comunicação sem a expressa autorização. 

Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais