• 13ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • Aprovado projeto que proíbe fogos de artifícios com estampido em Barbacena

    A Câmara Municipal de Barbacena aprovou, em redação final, o projeto de Lei 162/2021, proposto pelo Vereador Thiago Martins, que veda a queima e soltura de fogos de artifícios com estampido , ou seja, fogos com barulhos semelhantes a tiros. Na proposta, aqueles que descumprirem podem ser multados e em caso de reincidência a multa poderá ser dobrada. O texto segue para sansão do prefeito Carlos Dú.

    Para o vereador Thiago Martins, autor da proposta, o projeto já passou da hora de ser realizado. “(…) No nosso entendimento a comemoração de alguém não tem o direito de causar um malefício a alguém, como em crianças com autismo, idosos e animais, por exemplo, que ficam muito tempo apavorados após a soltura desses fogos. Creio que o projeto não tenha resistência dos meus amigos vereadores, que estão apoiando. Com certeza poderia ser pensado há anos, pois há além disso, prejuízos aos animais domésticos e também silvestres. As pessoas esquecem desses. Já encontramos diversos pássaros mortos no dia seguinte à soltura de fogos de artifício”, declarou o vereador. 

    Thiago também falou sobre o uso dos fogos: “Pessoas poderão continuar utilizando os fogos de artifício, porém somente os de efeito visual, e não aqueles com barulhos. Ambientalmente falando, também é um grande prejuízo, causando impactos ambientais. A primeira coisa é a questão da conscientização, as pessoas entenderem os danos que causam para que seja de fato cumprida a lei, e também que as pessoas tenham um trabalho de reeducação para que a percepção acerca desse assunto seja alterada e efetiva”. Ele terminou a fala pedindo à população conscientização e carinho ao próximo, para que a comemoração de um, não interfira na saúde do outros. 

    Terezinha Fortes, mãe de uma criança altista em Barbacena também defende a causa e comentou em entrevista na Rádio Sucesso FM 101,7, no programa Contato Direto acerta do assunto. “Essa lei ela não vai prejudicar ninguém. Ela é uma necessidade. Autistas, animais, idosos e meio ambiente estão desesperadamente pedindo socorro por causa desta prática. Sou mãe de uma criança autista e sei o quanto meu filho sofre. Então, peço a todos a compreensão e a colaboração. Temos muitos trabalhos pela frente em termos de conscientização. Essa lei veio agregar muitas coisas para o município, estamos enfrentando um período muito complicado, a pandemia veio para nos ensinar isso tudo. Vamos aproveitar esse momento e refletir em cima disso. O quanto nós podemos melhorar a qualidade de vida não só nossa, mas principalmente dessas pessoas e eu tenho certeza que todos serão beneficiados com essa lei”, finalizou.

    Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

    Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais