Após explosão de caminhão tanque, autoridades avaliam impacto no Rio das Mortes. Barbacenenses terão que economizar água

Um caminhão tanque, com carga de óleo diesel, tombou no km710 da BR-040, em Barbacena, na região do Pombal, na manhã desta quinta-feira (11). Segundo informações o caminhão tombou, bateu na mureta e explodiu.

Profissionais do Serviço de Água e Saneamento (SAS) e do Núcleo de Emergência Ambiental (NEA) foram acionados para avaliar o impacto da carga de óleo que chegou ao Rio das Mortes, onde a água que abastece parte de Barbacena é captada. Estiveram no local o Secretário de Obras Geovane de Souza Cristo e o Coordenador da Defesa Civil, Tenente Coronel Ângelo Pádua. Segundo eles, o SAS vai emitir uma nota oficial durante a tarde, inclusive com informações sobre o impacto. De antemão, ambos disseram que a população deverá economizar água, uma vez que a captação, neste momento, está suspensa.

O caminhão, que seguia de Betim para Correia de Almeida, estava carregado com 44 mil litros de diesel. O motorista do veículo foi encaminhado, com ferimentos, para o Hospital Regional de Barbacena.

Devido ao risco de  novas explosões, a área foi isolada e a pista interditada nos dois sentidos. O congestionamento no trecho sentido Barbacena/Juiz de Fora já passa de 7km. Por volta das 11h40 o tráfego foi parcialmente liberado nos dois sentidos.

Militares do Corpo de Bombeiros atuam no resfriamento dos tanques de combustível. Participam da ocorrência a Polícia Militar de Meio Ambiente, Polícia Rodoviária Federal e a Brigada de Incêndio da EPCAr.

⚠️ A reprodução de conteúdo produzido pelo Portal Barbacena Online é vedada a outros veículos de comunicação sem a expressa autorização. 

Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo:

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Aceitar Saiba Mais