Defesa Civil faz um balanço da situação de Barbacena com as intensas chuvas

Em entrevista para a redação do Barbacena Online, a Defesa Civil de Barbacena falou acerca das chuvas e dos acontecimentos de Barbacena e região. Segundo Ricardo Paiva Guimarães, Coordenador da Defesa Civil, a previsão é de que até o dia 14 de janeiro continue com um período de tempo encoberto, com temperaturas variando de 16 a 22 graus.

O grande problema da chuva constante que vem acompanhada de pancadas torrenciais, é em relação ao acumulado do período. A média histórica de janeiro em Barbacena é de 290mm e até domingo (09), já foram contabilizados 129mm. Somente no dia 08 (sábado), foram 61mm de chuva. Essa grande quantidade de chuvas constantes pode fazer com que o solo encharque e cause o chamado poropressão – quando o solo não consegue mais absorver a água e podem acontecer os acidentes como deslizamentos e ruptura de taludes induzida pela chuva.

Ricardo, Coordenador da Defesa Civil, também falou sobre o nível dos cursos d’água. Segundo ele, o Rio Jacaré, no rio Elvas subiu consideravelmente, estando acima do normal. Já o Rio das Mortes, na região da ponte próximo à Unipac de Campolide transbordou.  A ponte que liga Antônio Carlos a Ponte do Cosme já está debaixo d’água e está sendo monitorada pela Defesa Civil. O Córrego do Sapateiro, em Correia de Almeida, Costas e Torres, está afetando consideravelmente  a região da comunidade do Zé Luiz, com áreas de alagamento. O Córrego da Lavrinha e o Córrego do Despejo estão também acima do normal. Já o Córrego da Rua Bahia e do Caieiro, ainda não ultrapassaram o limite.

Sobre os chamados da Defesa Civil,  de sexta (07)  a domingo (09), foram 18 no total, onde 6 foram por queda de galhos de árvores, 2 foram desabamentos de muros sem feridos, uma para avaliação de risco de rompimento da Lagoa localizada no bairro Nova Cidade, que está transbordando porém com drenagens que ainda a seguram, 07 registros de deslizamento de massa sem maiores repercussões e duas famílias que tiveram seus imóveis interditados no bairro Nossa Senhora Aparecida por alto risco de desabamento.

No último domingo (09),  um chamado também foi atendido acerca de um alerta de deslizamento, com um cenário de risco moderado principalmente nas áreas de risco. Esse aviso está estimando que 3.200 pessoas e 840 moradias ou estruturas estejam expostas a esse risco. Nesses casos, a Defesa Civil coloca todas as equipes de apoio disponíveis para avisos e para realização de patrulhas e monitoramento nessas áreas.

Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo: