Agro na Escola educa sobre realidade da agropecuária

Foi lançado nesta segunda (13), em Senhora dos Remédios, o programa Agro na Escola, que vai proporcionar às crianças o conhecimento sobre as cadeias produtivas da agropecuária, sensibilizar para a importância do setor e possibilitar a vivência do dia-dia em uma propriedade rural. Alunos de quatro turmas do primeiro ao quinto ano da Escola Municipal Coronel José Elói Benedito estão participando.
A cerimônia de abertura contou com a presença do 1º vice-presidente de finanças do Sistema Faemg Senar, Renato Laguardia,  o gerente regional do sistema em Juiz de Fora, Emerson Simão, do prefeito de Senhora dos Remédios, Willian Nunes, do analista técnico regional, Gustavo Martins, e das secretárias de Educação e Agricultura do município, Daiani Guedes e Sonia Belo, respectivamente.  “É algo que nunca foi realizado, em nenhum lugar do país. Esse é o piloto de um programa que queremos ver se espalhar não apenas por Minas, mas por todo Brasil”, contou Renato Laguardia. “O conteúdo serve para informar sobre as cadeias produtivas da agropecuária e para quebrar o ciclo de desinformação sobre o setor, levando informação correta para as novas gerações”, completou.
65 crianças fazem parte da primeira edição do programa

O programa está sendo desenvolvido desde 2023 pela Gerência de Formação Profissional Rural e Promoção Social do Sistema Faemg Senar e pelo escritório regional em Juiz de Fora. “Queremos trabalhar com essas crianças, que estão em fase de formação da sua personalidade, a ideia de que o agro não é o responsável pela degradação ambiental. Nós queremos que eles conheçam a realidade e repliquem essa ideia em suas casas, com a informação de que o agro possibilita a alimentação da população e ajuda na conservação do meio ambiente”, afirmou Emerson Simão.

O Programa Agro na Escola será realizado durante toda a semana e conta com dois tutores: Tiago Barreto e Juliane Mariano, ambos do Senar Minas. Participam 65 alunos da escola. A programação vai até a próxima segunda. O programa tem 14 horas de duração e é dividido em seis módulos: De onde vem a nossa comida? (2h); Olericultura e Fruticultura (2h); Pecuária (2h); Eu, o outro e nós: Fortalecimento das habilidades socioemocionais (2h); Visita guiada a uma propriedade rural (4h); Agro e meio ambiente (2h).

A iniciativa é voltada para alunos de escolas públicas no contraturno das aulas regulares. Durante os módulos, também vai ser possível semear plantas em garrafas pet, acompanhar um teste de qualidade do leite e conhecer a rotina de uma propriedade rural. O local escolhido para a visita guiada foi o Sítio Mutuquinha, que fica a 8 quilômetros do centro da cidade e produz leite.

Informações: assessoria Senar Minas

⚠️ A reprodução de conteúdo produzido pelo Portal Barbacena Online é vedada a outros veículos de comunicação sem a expressa autorização. 

Comunique ao Portal Barbacena Online equívocos de redação, de informação ou técnicos encontrados nesta página clicando no botão abaixo: