• 17ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • A esperança vem do alto

    Por Débora Ireno Dias

    Meu Papai, que muitos aqui conhecem, é um verdadeiro “criador de frases”. Sempre tem alguma pronta para qualquer ocasião – frases de efeito que relacionam o contexto com a espiritualidade que lhe é peculiar. E foi esta frase que titula meu texto de hoje que ele disse ao ver o avião que trazia as vacinas para Barbacena, na tarde ensolarada de terça-feira, 19 de janeiro. 

    Ao avistar o avião, meu marido logo avisou – “a vacina chegou”. Ao vermos o avião já com as luzes acesas, preparando para aterrissar, tentei fotografar pois sabia que aquele era um avião carregando a esperança de tantos cidadãos que desejam solução eficaz e concreta para acabar a pandemia. 

    A esperança sinalizada pela vacina “do Butantan” começou na primeira semana de janeiro, quando os dados estatísticos foram apresentados à mídia e à população em geral. Na tarde de domingo, 17, acredito que nunca antes tantos brasileiros tiveram interesse em assistir a uma reunião da ANVISA, à espera do parecer daquela instituição sobre a liberação das vacinas que estão em solo brasileiro – Coronavac e Oxford-AstraZeneca. Ao final, quando apareceu o aval dos diretores da agência – com algumas ressalvas, mas aval positivo, foi a vitória da Ciência, da informação, do trabalho de tantos funcionários públicos das instituições brasileiras, que lutaram e lutam pela Vida a cada dia.

    Sei que haverá um longo caminho até cada braço brasileiro ter recebido suas doses, até cada coração brasileiro se sentir mais aliviado, até cada Ser Humano que acredita na Ciência estar imunizado e podermos voltar a viver nossa vida “normal” (com mais humanidade, espero). E aqui não posso deixar de falar do negacionismo e toda a “avacalhação” do governo federal e do ministério da saúde que nos levaram a estar tão atrasados na vacinação da nossa população. Mas o avião que hoje cruzou o céu de brigadeiro barbacenense nos trouxe uma esperança. Em poucas doses, verdade, mas são doses que começaram a dar alento e Vida a tantos que oram e lutam por dias melhores, com saúde para todos e todas, com alegrias e abraços e sorrisos. 

    Estes dias poderão chegar! Mas, por hora, continuemos nos cuidando, usando máscaras, utilizando o distanciamento social e não nos aglomerando. A vacina chegou, mas os cuidados precisam continuar. Não baixemos a guarda! Guardemos nossa Vida, dom maior que vem do Alto!