• 19ºC
    Barbacena, MG Previsão completa
  • A busca e o caminho

    Por Clarice Lopes, aluna do Curso de Escrita, sob orientação do professor e autor Delton Mendes Francelino

    Talvez todos sejamos um monte de incertezas misturadas.

    Talvez nós apenas estejamos procurando um refúgio nos dias chuvosos,

    um telhado pra nos proteger…e nessa busca,

    acabamos procurando força em coisas fúteis demais,

    enquanto tudo que precisamos, habita dentro de nós.

    É estranho como tudo se acomoda

    Alguém que nunca vimos, torna-se parte importante da nossa “arte de viver”.

    Isso é extremamente natural.

    O que também é natural, mas não enxergamos como tal,

    é que essas pessoas, uma hora vão embora…

    A sua chuva se torna forte demais para aquele telhado, e ele se rompe.

    Viver entre os escombros parece uma opção e tentamos achar refúgio o mais rápido possível.

    Tentamos montar peças e nos limitamos pra caber naquele mundo,

    nos encaixar naquele quebra cabeças.

    Mas não: ali não nos cabe mais.

    O fundo do poço é aqui. Aceite.

    A parte boa é que depois de chegar lá, você só consegue subir.

    Se reconstruir é uma busca constante…

    Achar novas músicas, novos lugares pra frequentar e novos hobbies, não é fácil.

    Mas tu consegue. Você conseguiu adaptar sua vida para aquela pessoa, então por que não adaptá-la novamente para si próprio?

    Talvez eu seja um amontoado de dúvidas,

    e não faça a mínima idéia de como solucionar isso.

    Mas a vida não pode ser solucionada, ela só pode ser enfrentada com teus pulsos firmes.

    Siga em frente.

    Cazuza cantava: “o tempo não para

    e não é para você que vai parar.