Take a fresh look at your lifestyle.

A brevidade dos ipês

A poesia de Sirlene Aliane

0 268

Desde criança sempre

amei os ipês,

mesmo sabendo que

sua existência é breve

como a existência humana,

a brevidade dos ipês o

torna mais exuberante e mágico.

 

Imagino que os ipês

são como uma escultura na areia,

duram pouco mas encantam,

o ipê amarelo é o meu preferido,

na infância já escrevia sobre ele,

sempre despertou a minha

admiração, sempre chamou

a minha atenção.

 

A brevidade dos ipês não

ofusca sua exuberância,

a brevidade da existência

não ofusca sua beleza,

os ipês são o prenúncio

da primavera, da estação

das flores e dos amores.

Contato: sirlenealiane@yahoo.com.br

NOTA DA REDAÇÃO – Sirlene Aliane é Escritora em Antologia de Coletânea de Poemas brasileiros, colunista do Barbacenaonline, Professora de Filosofia e Sociologia no Centro Educacional Wanderley Arruda e Secretária Municipal de Educação de Dores de Campos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.